Follow:

COMO AFOGAR O MULTITASKING

Tenho alguma dificuldade em não fazer nada. Talvez porque o multitasking tornou-se uma modernice esperada de uma mãe trabalhadora e porque nós achamos que conseguimos fazer tudo. É uma espécie de mola interna, POING lá estou eu a saltar para fazer o jantar. POING faço a lista das compras, POING vejo o mail, POING respondo ao pequeno catita e ainda digo ao pai catita POING onde está a camisola cor de laranja. Ufa. Quando estou com os braços enrolados com tanto malabarismo lá me decido pelo unitasking durante uns 5 minutos.

De fora pode parecer um superpoder, por dentro é só uma grande dispersão de energia e atenção. Se estivermos plenamente focados no momento, todo o nosso corpo e cérebro estão ali. É quase uma meditação, uma presença plena, constante e serena. Ali, surge uma confiança no que estamos a fazer e em quem nós somos. Ali, somos apenas o que somos. Sem pensar no que aconteceu antes nem no que vem depois.

Os miúdos dominam esta técnica ancestral e estão sempre prontos a trazer-nos de volta ao momento presente com as ferramentas que mais estão à mão.

19H07, o pequeno catita está no banho. Tenho milhões de coisas para fazer. Já preparada para um enorme e épico multitasking, em vez de um POING levei com um SPLASH na cara. Encharcada como uma esponja do mar e sem pensar, larguei os taskings e dei início ao épico e unitasking BANHO DE FAMÍLIAAAAAAA! SPLASH SPLASH SPLASH SPLASH

Share
Previous Post Next Post

You may also like

No Comments

Leave a Reply